Avaliação biométrica e nutrientes das culturas de milho, milheto e sorgo

Paulo Henrique Borgati Chrisostomo, Michele Gabriel Camilo, Danielle Ferreira Baffa, Elizabeth Fônseca Processi, Leonardo Siqueira Glória, Alberto Magno Fernandes, Tadeu Silva de Oliveira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar as medidas biométricas e o conteúdo de nutrientes das culturas de milho, sorgo e milheto desde 30 dias após a semeadura até o momento da ensilagem. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos ao acaso, tendo-se avaliado as três culturas, com oito repetições. A altura e o diâmetro do caule e a largura e o comprimento das folhas foram medidos para determinar o crescimento das plantas. Além disso, foram coletadas amostras para avaliar a composição química das plantas. Para a caracterização do acúmulo de nutrientes e a avaliação biométrica, foram utilizados modelos lineares e não lineares. O acúmulo de matéria seca não diferiu entre o milho e o sorgo, mas diminuiu no milheto do quinquagésimo dia até a ensilagem. Proteína bruta, cinzas e fibras em detergente neutro tendem a diminuir com o tempo. As variáveis biométricas não diferem entre o milho, o milheto e o sorgo desde 30 dias após a semeadura até o momento da ensilagem.


Palavras-chave


Pennisetum glaucum; Sorghum bicolor; Zea mays; modelo linear; modelo não linear.

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461