Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A revista Cadernos de C&T tem como objetivo fomentar a reflexão e o debate, a partir de textos que analisam criticamente as questões tecnológicas e socioeconômicas ligadas ao desenvolvimento rural. Nestes textos são discutidas as implicações sociais, políticas e culturais do processo de geração, desenvolvimento e transferência de tecnologia. Também são tratadas as tendências científicas do agronegócio sob os aspectos institucionais, sociais, políticos, culturais, gerenciais e de mercado. 

São aceitos pelos CC&T trabalhos que se enquadrem nas áreas temáticas de ciência, tecnologia e desenvolvimento rural e que ainda não foram publicados nem encaminhados a outra revista para o mesmo fim, dentro das seguintes categorias: a) artigos científicos; b) artigos de revisão; c) ensaios.

As edições dos Cadernos de C&T abrangem diversas áreas do conhecimento e contemplam um variado leque temático: propriedade intelectual, desenvolvimento sustentável, desenvolvimento territorial, agricultura familiar, gestão de P&D, agroecologia e participação de produtos agrícolas no mercado interno e externo.

 

Políticas de Seção

Artigos

Artigo científico

O conteúdo de cada trabalho deve primar pela originalidade, isto é, ser elaborado a partir de resultados inéditos de pesquisa que ofereçam contribuições teórica, metodológica e substantiva para o progresso do conhecimento científico e tecnológico e para o desenvolvimento rural.

Artigo de revisão

É a revisão crítica de contribuições importantes, com o objetivo de apresentar o estado atual do conhecimento sobre determinado tema.

Incluem-se aqui análises históricas, discussões conceituais e metodológicas referentes a aspectos políticos, institucionais, gerenciais e mercadológicos de P&D e transferência de tecnologia para o desenvolvimento rural.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos de Revisão

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ensaios

O ensaio é um texto que enfoca determinado assunto sem o aprofundamento de um artigo científico, mas que registra de forma sistematizada idéias, argumentos e dados, fruto de observações e revisão crítica da literatura pertinente.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Colaboradores

Nesta seção serão lançados os nomes dos avaliadores que contribuiram durante o ano de referência (Volume) com pareceres, positivos ou negativos, sobre artigos submetidos à revista. 

Esta seção constará no Sumário do último número publicado no ano, a partir das edições de 2015, quando as edições impressas foram suprimidas. 

Editores
  • Maria Martins
  • Ivan Sergio Sousa
Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os trabalhos submetidos devem ser inéditos e não podem ser encaminhados simultaneamente a outro periódico para publicação.

Uma seleção inicial dos trabalhos é feita pela Editoria Técnica, antes do seu encaminhamento à assessoria científica. Nessa seleção preliminar consideram-se aspectos como: apresentação segundo as normas da revista; originalidade do objetivo; fundamentação teórica; atualização da revisão de literatura; clareza, precisão e consistência da metodologia; discussão dos fatos observados em relação aos descritos na literatura; qualidade das tabelas e figuras; originalidade e consistência das conclusões; e estilo de redação.

A rejeição de trabalhos na fase da análise preliminar é comunicada aos autores por e-mail. Os trabalhos aprovados nesta seleção preliminar são em seguida encaminhados a no mínimo dois assessores científicos, especialistas nas respectivas áreas técnicas de abrangência do artigo, para avaliação. Estes avaliadores recomendam: aprovação, aprovação condicional ou não aprovação.

Os critérios adotados na avaliação do conteúdo dos textos são os seguintes:

• adequação à linha editorial da revista;
• valor da contribuição do ponto de vista teórico, metodológico e substantivo;
• argumentação lógica, consistente, e que ainda assim permita contra-argumentação pelo leitor (discurso aberto);
• correta interpretação de informações conceituais e de resultados (ausência de ilações falaciosas);
• relevância, pertinência e atualidade das referências bibliográficas.

São de exclusiva responsabilidade dos autores as opiniões e os conceitos emitidos nos trabalhos. Contudo, o editor, com a assistência de consultores especializados, reserva-se o direito de sugerir ou solicitar modificações aconselhadas ou necessárias.

Eventuais modificações de estrutura ou conteúdo sugeridas aos autores deverão ser processadas e devolvidas ao editor no prazo de 30 (trinta) dias.

A seqüência da publicação dos trabalhos é dada pela conclusão de sua preparação e remessa à oficina gráfica, quando então não serão permitidos acréscimos ou modificações no texto.

À Editoria e ao Conselho Editorial dos Cadernos de Ciência & Tecnologia é facultada a encomenda de textos e artigos para publicação na revista.

 

Periodicidade

A revista Cadernos de C&T tem periodicidade quadrimestral, com três números anuais, correspondentes aos seguintes quadrimestres: jan./abr. (n.1); maio/ago. (n.2); set./dez. (n.3).

No último número anual, i.e., no terceiro número do ano, são listados os nomes dos avaliadores (pareceristas ou referees) atuantes naquele ano. Todos os avaliadores técnicos que analisaram trabalhos e sobre eles emitiram pareceres técnicos naquele ano serão listados, mesmo quando o artigo analisado não for recomendado para publicação na revista.

 

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Breve síntese sobre a revista Cadernos de Ciência & Tecnologia

Cadernos de Ciência & Tecnologia - CC&T - é uma publicação quadrimestral, editada pela Empresa  Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa.

O periódico é indexado nas seguintes bases de dados: Agris (FAO), Agricola (USA), Agrobase (BR/Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Base de dados da Pesquisa Agropecuária Brasileira (BR/Embrapa).

A revista foi criada em 1984 com o título de Cadernos de Difusão de Tecnologia e, em 1991, ampliou o seu escopo e passou a se chamar Cadernos de Ciência & Tecnologia, que tem como objetivo a reflexão, o debate e a veiculação de uma visão crítica da ciência, da tecnologia e do desenvolvimento agropecuário, com ênfase nos aspectos sociais, culturais e políticos que envolvem essa problemática.

A revista circula nos  meses de abril, agosto e dezembro. Aceita colaborações originais de pesquisadores,  de estudiosos e de analistas das diversas áreas e instituições que se ocupam  dessa temática.

As contribuições devem estar de acordo com as normas  de publicação, e ser encaminhadas  pelo link http://seer.sct.embrapa.br/index.php/cct, mediante cadastramento do autor correspondente.

 

 

Cadernos de C&T assumem a característica de publicação contínua

Anunciamos aos nossos leitores e colaboradores uma importante alteração na sistemática do periódico: a partir deste primeiro número de 2019, a revista assumirá integralmente a característica de publicação contínua.

Isto significa que, para a publicação dos novos fascículos, não mais haverá espera de que todas as contribuições estejam consolidadas (com revisões e correções efetuadas).

A numeração das páginas será independente da do artigo precedente, problema que sempre dificultou e retardou a diagramação dos fascículos anteriores. Nessa nova feição dos CC&T – como publicação contínua –, essa dificuldade fica completamente superada. Uma vez diagramado, o trabalho será imediatamente publicado. Por isso mesmo, a forma tradicional de paginação (e de citação dos artigos) que vimos utilizando por todos esses anos, será modificada. O novo identificador de página dos artigos, conhecido como elocation-id, permitirá que um trabalho pronto – como anteriormente assinalado – possa ser publicado de imediato, podendo, daí por diante, ser lido e citado pelos pares.

Estas são inovações editoriais fortemente incentivadas pelas práticas, entre outras, da Scientific Electronic Library (SciELO) e da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC). São rotas de transformação que tornarão a revista mais compatível com a forma digital de publicação contemporânea.

Aos poucos, iremos, todos, nos habituando com essa nova e dinâmica sistemática.

 

Página otimizada para Mozilla Firefox.