Modelos lineares e não lineares para a descrição da curva de lactação da raça Girolando

Mírian Rosa, Tales Jesus Fernandes, Kelly Pereira de Lima, Sarah Laguna Conceição Meirelles

Resumo


O objetivo deste trabalho foi comparar os principais modelos lineares e não lineares usados para descrever curvas de lactação e avaliar a não linearidade dos modelos não lineares, para obter o modelo mais adequado para a descrição das curvas de lactação da raça Girolando. Foram utilizados dados de 165 lactações de 89 vacas 3/4 Holandesas + 1/4 Gir, tendo-se calculado a produção média a cada 20 dias até 310 dias de lactação. Foram comparados 17 modelos de curvas de lactação disponíveis na literatura. A seleção do melhor modelo foi feita com base nas medidas de curvatura de Bates & Watts, no vício de Box, no coeficiente de determinação ajustado, no critério de informação de Akaike e no desvio-padrão residual. O modelo linear de Cobuci estimou um pico de produção de 16,7 kg aos 40 dias de lactação, enquanto o modelo não linear de Wood estimou um pico de produção de 16,8 kg aos 41 dias de lactação e persistência de 6,82. As medidas de não linearidade foram as mais adequadas para selecionar o modelo não linear mais adequado para a descrição das curvas de lactação. Para descrever as curvas de lactação da raça Girolando, o modelo linear mais adequado é o de Cobuci e o não linear é o de Wood.


Palavras-chave


Gado leiteiro; produção de leite; modelagem; regressão

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461