Remobilização de material fotossintético e sua contribuição para a produtividade de cevada

Mohammad Saleh Ravan, Ali Rahemi Karizaki, Abbas Biabani, Ali Nakhzari Moghaddam, Ebrahim Gholamalipour Alamdari

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da taxa de sementes, da genética e das condições ambientais sobre a remobilização de material armazenado de órgãos vegetativos, bem como a contribuição desse material para a produtividade de grãos de cevada (Hordeum vulgare). O experimento foi realizado em delineamento fatorial de blocos ao acaso, com quatro repetições, na cidade de Gonbad Kavous, Irã, nas safras de 2016–2017 e 2017–2018. Foram avaliados dois fatores: quatro taxas de sementes (200, 300, 400 e 500 sementes por metro quadrado) e quatro genótipos de cevada ('Fardan', 'Khorram', 'Mahoor' e 'Sahra'). A remobilização do material, com o aumento da proporção de sementes por metro quadrado, contribuiu para a produtividade de grãos de genótipos de cevada, principalmente no primeiro ano, quando a precipitação foi menor. A maior e a menor contribuição da remobilização para a produtividade de grãos de cevada estão relacionadas à penúltima folha e à folha-bandeira, respectivamente. Em ambos os anos, os genótipos 'Khorram' e 'Mahoor' apresentam a maior e a menor taxa de redução da produtividade de grãos, respectivamente, em razão do aumento da proporção de sementes por metro quadrado.


Palavras-chave


Hordeum vulgare; condições ambientais; folha-bandeira; pedúnculo.

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461