Funções de pedotransferência para predição da retenção de água em solo sob Cerrado Brasileiro

Rafael de Andrade Carvalho Rosseti, Ricardo Santos Silva Amorim, Luis Augusto Di Loreto Di Raimo, Gilmar Nunes Torres, Lucas de Castro Moreira da Silva, Ianna Marília Alves

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar funções de pedotransferência para a predição da retenção de água nos potenciais matriciais -33 e -1500 kPa, em solos sob Cerrado, no sul do estado de Mato Grosso, Brasil. Amostras (n=156) foram coletadas para a calibração (n=124) e validação (n=32) dos modelos. Utilizou-se uma regressão múltipla passo a passo, para determinar as funções de pedotransferência. Utilizaram-se o índice de concordância de Willmott, a raiz do erro quadrático médio, o coeficiente de correlação de Pearson e o índice de confiança, para avaliar o desempenho das funções e compará-las com as descritas na literatura. As variáveis mais eficientes para estimar a retenção de água foram: microporosidade, areia total e argila a -33 kPa; e areia total, silte e argila a -1500 kPa. As funções de pedotransferência regionais explicaram mais de 94% da variância da retenção de água nos solos estudados. A confiabilidade da predição da retenção de água, -33 kPa, aumentou com o uso da propriedade estrutural microporosidade e, a -1500 kPa, com o uso de parâmetros granulométricos. Funções de pedotransferência regionais predizem melhor a retenção de água nos potenciais matriciais -33 e -1500 kPa, em solos sob Cerrado, no sul de Mato Grosso, do que as funções descritas na literatura.

Palavras-chave


capacidade de água disponível; capacidade de campo; Latossolos; ponto de murcha permanente; solos tropicais

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461