Mapas auto-organizáveis de Kohonen no estudo da dissimilaridade genética entre cultivares e genótipos de soja

Ludimila Geiciane de Sá, Alcinei Mistico Azevedo, Carlos Juliano Brant Albuquerque, Nermy Ribeiro Valadares, Orlando Gonçalves Brito, Ana Clara Gonçalves Fernandes, Ignacio Aspiazú

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a dissimilaridade genética entre cultivares e genótipos de soja para a seleção de genitores, bem como propor um novo método para a utilização de mapas auto-organizáveis de Kohonen (SOMs) e testar sua eficiência por meio da análise discriminante de Anderson. Foram avaliados os descritores morfoagronômicos de cultivares e genótipos de soja. Para análise dos dados, utilizaram-se redes neurais artificiais do tipo SOM. O método proposto permitiu a determinação da melhor arquitetura de rede de forma não subjetiva. Além disso, no início do treinamento, foi possível mitigar o efeito da aleatoriedade dos pesos sinápticos sobre os grupos formados. Foram formados seis grupos dissimilares; portanto, há dissimilaridade genética entre cultivares e genótipos de soja. As cultivares C25, C8 e C13 podem ser combinadas com as C36, C31, C32 e C33, por apresentarem bons atributos de produtividade e alta dissimilaridade. A metodologia proposta é vantajosa em comparação ao uso de SOMs tradicionais e se mostrou eficiente devido à consistência dos agrupamentos de acordo com a análise discriminante de Anderson.

Palavras-chave


Glycine max; redes neurais artificiais; análise multivariada; melhoramento genético vegetal

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461