Parâmetros genéticos e fenotípicos associados à precocidade em soja

Eric Vinicius Vieira Silva, Adriano Teodoro Bruzi, Frederico Dellano Souza Silva, Fábio Serafim Marques

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estimar parâmetros genéticos e fenotípicos associados à precocidade, e selecionar progênies de soja (Glycine max) que associem alta produtividade de grãos e precocidade. Progênies F3:4 e F3:5 foram avaliadas durante os anos agrícolas de 2016/2017 e 2017/2018, em cinco ambientes. Dados de dias para o florescimento, dias para maturação plena e produtividade de grãos foram coletados e analisados via abordagem de modelos mistos. Foram estimados parâmetros genéticos e fenotípicos, ganhos esperados e realizados com a seleção, e respostas correlacionadas. Os componentes variância genética e interação genótipos por ambientes foram significativos. A herdabilidade oscilou de 50,14%, para produtividade, a 90.37%, para maturação plena. O ganho realizado para maturação plena variou de -0.17 a -2.57%. Observou-se correlação positiva entre os três caracteres avaliados. A seleção de 5,0% das progênies mais precoces reduziria a média produtiva em cerca de 5,02%, mas também reduziria o tempo até maturação plena de 125 para 119 dias, em detrimento de 210,5 kg ha-1 do potencial produtivo. Cinco progênies apresentaram maturação plena até 120 dias. A progênie 51 superou o parental mais produtivo (NK 7074 RR), com rendimento de grãos de 4.975 kg ha-1 e 128 dias até maturação plena.


Palavras-chave


Glycine max; modelos mistos; melhoramento de soja; sucessão de culturas

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461