Viabilidade agroeconômica de cultivos de banana 'Farta Velhaco' a densidades crescentes de plantio no estado de Mato Grosso

Priscila da Silva Salmazo, Wilian Krause, Gleici Grzebieluckas

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar as características morfológicas, a produção, a qualidade do fruto e a rentabilidade da banana 'Farta Velhaco' (AAB, subgrupo Terra), submetida a densidades crescentes de plantio. Os tratamentos consistiram de quatro densidades de plantio – 3.333, 2.222, 1.666 e 1.333 plantas por hectare, cujos espaçamentos entre plantas foram, respectivamente, 1,0, 1,5, 2,0 e 2,5 m nas linhas de plantio, em arranjo em delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições. A densidade de plantio de 3.333 plantas por hectare (4,0x2,0x1,0 m) proporcionou aumentos de produtividade, sem afetar os padrões comerciais dos frutos. Embora esse espaçamento tenha resultado em um custo de produção maior (US$ 5.634,06), proporcionou um lucro operacional superior (US$ 13.444,48). Portanto, os aumentos de densidade de plantio de até 3.333 plantas por hectare aumentam a produtividade do cultivo, sem afetar a qualidade comercial dos frutos. A rentabilidade econômica é maior quando se usam 3.333 plantas por hectare (4,0x2,0x1,0 m), que é a densidade de plantas mais adequada, quando se consideram as principais características morfológicas, bem como produtividade e qualidade dos frutos, em um ciclo de produção.


Palavras-chave


Musa; subgrupo Terra; espaçamento de plantio; custo de produção

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461