Comunidades bacterianas associadas aos processos intemperizados como indicadores do potencial do sienito como agromineral

Joana de Carvalho Baptista, Neil Duncan Gray, Miriam Büchler Tarumoto, Ian Singleton, Clare Maria McCann, David Andrew Charles Manning

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar comunidade microbianas associadas às superfícies de feldspato alcalino e determinar se esses micróbios podem estar envolvidos no intemperismo dessas rochas, para benefício agronômico. As amostras foram coletadas de perfis intemperizados e solos desenvolvidos sobre um sienito, considerado como matéria prima para produção de agrominerais, localizado no município de Triunfo, no estado de Pernambuco, Brasil. Foram usadas técnicas de microbiologia molecular (qPCR e sequenciamento de genes 16S rRNA), e os dados foram analisados por análise de variância, análise de grupos hierárquicos e análises de coordenadas principais. Além disso, utilizou-se a microscopia eletrônica de varredura para gerar imagens das superfícies minerais. Foram observadas comunidades similares em todas as amostras, o que mostra que as bactérias encontradas nos solos estão presentes nos estágios iniciais do intemperismos da rocha e estão disponíveis para desempenhar um papel na liberação de nutrientes. Em particular, Actinobacteria e, dentro desse filo, Actinomycetales, foram proporcionalmente mais abundantes do que os outros táxons nas amostras de solo dominadas por rochas, isto é, em solos finos sobre ou entre sienito fraturado ou quebrado. A análise do pó de rocha usado como remineralizador, moído sem outros tratamentos, mostra que Actinobacteria desempenham um papel nos estágios iniciais do intemperismo de rochas compostas por feldspatos.


Palavras-chave


Actinobactéria; Actinomycetales; agromineral; bactéria; comunidade microbiana; sienito

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461