Atributos físicos do solo sob intensidades de pastejo e métodos de pastoreio com cordeiros em integração lavoura‑pecuária

Igor Justin Carassai, Paulo César de Faccio Carvalho, Raquel Rolim Cardoso, João Paulo Cassol Flores, Ibanor Anghinoni, Carlos Nabinger, Fabiana Kellermann de Freitas, Stefani Macari, Carlos Ricardo Trein

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar possíveis alterações na densidade e na porosidade total do solo, em razão do pisoteio de cordeiros, sob diferentes manejos, após as culturas de verão em plantio direto. O experimento foi realizado em Argissolo Vermelho distrófico argiloso, nas camadas 0–2,5, 2,5–5 e 5–10 cm, em pastagem de azevém anual manejada com ofertas de forragem de 2,5 ou 5,0 vezes o potencial de consumo dos animais, em lotação contínua e rotacionada. Como testemunha, utilizou-se uma área não pastejada. As intensidades de pastejo e os métodos de pastoreio não tiveram efeito sobre a densidade e a porosidade total do solo. É possível utilizar, durante o inverno, áreas com este tipo de textura do solo, com culturas de cobertura para pastejo de cordeiros, sem que as alterações nos atributos físicos do solo, pelo pisoteio animal, atinjam níveis prejudiciais para as culturas subsequentes.

Palavras-chave


Glycine max; Lolium multiflorum; compactação do solo; compressibilidade do solo; lotação contínua; lotação rotacionada

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461