Reguladores de crescimento, meio de cultura e antibióticos na regeneração in vitro de tecidos maduros de cultivares de citros

Maria Luiza Peixoto de Oliveira, Marcio Gilberto Cardoso Costa, Crislene Viana da Silva, Wagner Campos Otoni

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de combinações de 6-benzilaminopurina (BAP) e ácido α-naftalenoacÚtico (NAA), meios de cultura e antibióticos beta-lactâmicos sobre a regeneração in vitro de segmentos internodais de laranja doce ('Pêra', 'Valência' e 'Bahia') e limão 'Cravo'. Para a indução de brotações, os explantes internodais foram cultivados em meio Murashige e Skoog (MS) contendo as seguintes combinações de BAP/ANA: 0,0/0,0; 0,25/0,0; 0,25/0,25; 0,5/0,0; 0,5/0,5; 1,0/0,0; 2,0/0,0; 2,0/0,25; 2,0/0,5; e 1,0/2,0 mg L-1. A fim de testar a influência dos meios de cultura na organogênese, as formulações (MS), Murashige e Tucker (MT) e "woody plant medium" (WPM) foram avaliadas, associadas à melhor combinação de reguladores de crescimento obtida no experimento anterior. Foram utilizados quatro antibióticos beta-lactâmicos (timentin, cefotaxima, trihidrato de meropenem e augmentin), em diferentes concentrações, para avaliar sua influência na regeneração in vitro. As melhores respostas foram obtidas quando os explantes foram cultivados em meio MS com 500 mg L-1 de cefotaxima com as seguintes combinações BAP/ANA: 0,5 + 0,25 mg L-1, para 'Cravo'; 1,0 + 0,25 mg L-1, para 'Valência' e 'Bahia'; e 1,0 + 0,5 mg L-1, para 'Pêra'. Genótipos, meios de cultura e antibióticos beta-lactâmicos afetam a resposta morfogenética de tecidos maduros de citros.


Palavras-chave


Citrus limonia; C. sinensis ; antibióticos, organogênese, tecido adulto

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461