Parâmetros genéticos de caracteres agronômicos em genótipos de mamoneira

Adriana Rodrigues Passos, Simone Alves Silva, Cássia da Silva Souza, Carlos Magno Marques de Souza, Luciel dos Santos Fernandes

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar os parâmetros genéticos de caracteres agronômicos, em populações fixas e segregantes de mamoneira (Ricinus communis). Os experimentos foram conduzidos entre 2006 e 2009, com populações fixas e segregantes obtidas de cruzamentos entre as cultivares BRS 149 Nordestina, BRS 188 Paraguaçu, EBDA MPA 17, Mirante 10 e Sipeal 28. Os caracteres avaliados foram: estatura de planta (EST), número de dias do plantio ao florescimento (FLO), número de frutos de três racemos (NFR), número de sementes de três racemos (NSR) e peso de sementes de três racemos (PSR). No cruzamento 'BRS 149 Nordestina' x 'Sipeal 28', as variâncias mostraram maior participação dos efeitos de ambiente e os coeficientes de herdabilidade apresentaram valores abaixo de 50%. No cruzamento 'BRS 149 Nordestina' x 'Mirante 10', os valores de herdabilidade variaram de 24,6 (NFR) a 86% (FLO). No cruzamento 'BRS 188 Paraguaçu' x 'EBDA MPA 17', os valores de herdabilidade foram baixos para a todos os caracteres, exceto para o florescimento. Progressos genéticos podem ser alcançados por seleção quanto à precocidade de florescimento na maioria dos cruzamentos analisados. A seleção artificial deve ser aplicada a gerações avançadas, pois o ambiente exerce forte influência nos caracteres fenotípicos. Devem ser adotados métodos de melhoramento mais rigorosos para a condução da população segregante, a fim de se obter maior ganho genético.


Palavras-chave


Ricinus communis; melhoramento; progresso genético

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461