Efeito do controle químico da mosca-branca na incidência do vírus-do-mosaico-dourado e na produtividade do feijoeiro

Flávia Rabelo Barbosa, Katia Maria Medeiros de Siqueira, Eduardo Alves de Souza, Wellington Antonio Moreira, Francisca Nemaura Pedrosa Haji, José Adalberto de Alencar

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de inseticidas no controle da mosca-branca (Bemisia argentifolii Bellows & Perring, 1994) na incidência do vírus-do-mosaico-dourado e na produtividade do feijoeiro. Utilizou-se de tratamento de sementes com imidacloprid ou thiamethoxam, e de pulverizações de inseticidas, em intervalos semanais. O experimento foi realizado no campo, em área irrigada, em Petrolina, PE, em blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições. Houve redução significativa no número médio de ovos, de ninfas e de adultos da mosca-branca e na porcentagem de infecção pelo vírus-do-mosaico-dourado do feijoeiro. A produtividade nas parcelas tratadas variou de 1.930 a 2.405 kg/ha, enquanto na testemunha foi de 1.490 kg/ha. Não foi observada diferença significativa entre os tratamentos, no número de vagens/planta e peso de 100 sementes.

Palavras-chave


Phaseolus vulgaris; Bemisia argentifolii; tratamento de sementes; combate às pragas

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461