Estratégia de fornecimento de concentrado para vacas da raça Holandesa em pastagem de coast-cross

Maurilio José Alvim, Rui da Silva Verneque, Duarte Vilela, Antonio Carlos Cóser, Milton de Andrade Brotel, Gisele Maria Rezende

Resumo


O experimento foi conduzido na Embrapa-Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite, Coronel Pacheco, MG, objetivando avaliar formas de fornecer 6 kg de concentrado para vacas em pastagem de coast-cross: A - quantidade fixa, e B - quantidade variável (9, 6 e 3 kg/vaca/dia, respectivamente na primeira, segunda e terceira fase da lactação). O delineamento foi o de blocos ao acaso e duas repetições de pastagem, com os tratamentos organizados em parcelas divididas. Nas parcelas, consideraram-se os critérios de distribuição de ração, e nas subparcelas, as fases de lactação. O fornecimento variável de concentrado favoreceu (P < 0,05) a taxa de lotação da pastagem na primeira fase de avaliação. As produções diárias de leite obtidas foram de 21,5 (±2,8) e 25,5 (±2,6) kg/vaca (P < 0,05), 64,5 (±7,1) e 96,9 (±10,3) kg/ha (P < 005), na primeira fase de avaliação; 19,8 (±2,4) e 20,6 (±2,3) kg/vaca (P > 0,05), 93,1 (±10,8) e 94,8 (±10,9) kg/ha (P > 0,05) na segunda; 14,2 (± 2,2) e 13,4 (±2,3) kg/vaca (P > 0,05) e 102,2 (±12,4) e 93,8 (±10,5) kg/ha (P > 0,05) na terceira, respectivamente em relação a A e B. A dose variável mostrou ser a mais indicada para suplementar vacas Holandesas em pastagem coast-cross.


Palavras-chave


consumo de forragem; <i>Cynodon dactylon</i>; pastejo; produção de leite; taxa de lotação

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461