Padrões de distribuição de líquidos obtidos com bicos TF-VS4, TJ60-11006 e TQ15006 em mesa de prova

Dilermando Perecin, Valdemir Antonio Peressin, Tomomassa Matuo, Benedito Apparecido Braz, Luís César Pio

Resumo


A avaliação do desempenho de bicos de pulverização pode ser feita a partir do seu padrão de distribuição do líquido. Pelo método descrito em Perecin et al. (1994), analisaram-se comparativamente os padrões de deposição produzidos por bicos TF-VS4, TJ60-11006 e TQ15006 em mesa de prova, bem como as suas propriedades em barra total em termos dos coeficientes de variação sistemático (CVS), aleatório (CVA) e combinado (CVG), propondo-se uma fórmula para estimar o CVG da barra total. Os bicos TF-VS4 apresentaram CVG inferiores a 10%, mesmo com espaçamentos entre bicos de até 50 cm, e altura do alvo ao redor de 20 cm ou mais. Os bicos TQ15006 mostraram variabilidade acentuada na região central do padrão, o que proporcionou CVG em barra total superiores a 10%, com espaçamentos entre bicos maiores que 25 cm. Os bicos TJ60-11006 comportaram-se de forma intermediária entre os TF-VS4 e os TQ15006. A fórmula proposta para estimar o coeficiente de variação combinado é: CVG=[(CVA)2 + (CVS)2]1/2.


Palavras-chave


barra de pulverização; variabilidade

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461