Avaliação de cultivares de alfafa na Zona da Mata de Minas Gerais

Milton de Andrade Botrel, Maurílio José Alvim

Resumo


O presente trabalho foi conduzido na Embrapa-Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite, Coronel Pacheco, MG. O objetivo do trabalho foi avaliar o potencial forrageiro de cultivares de alfafa na região da Zona da Mata de Minas Gerais. Foram avaliadas quatorze cultivares de alfafa em delineamento experimental de blocos ao acaso com três repetições. A densidade de semeadura foi de 15 kg/ha de sementes puras viáveis, com o plantio sendo realizado em sulcos, com espaços, entre si, de 20 cm. As sementes foram infectadas com estirpes de Rhizobium melilotii. As adubações para estabelecimento e manutenção foram recomendadas conforme a análise do solo e na exigência nutricional da alfafa. Observaram-se diferenças significativas entre as cultivares quanto ao potencial para produção de forragem, teor de proteína bruta, relação caule/folha e tolerância a pragas e doenças. As cultivares Crioula e Cibola situaram-se no grupo das mais promissoras, constituindo, assim, boa opção para o cultivo da alfafa na Zona da Mata de Minas Gerais.

Palavras-chave


Medicago sativa; forrageira; leguminosa

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461