Estimativas das exigências de energia e proteína para frangas de postura em recria

Luiz F. T. Albino, Flavio B. Fialho, Claudio Bellaver, Claudete Hara, Guilherme J. Paiva

Resumo


Com o objetivo de estimar as exigências de energia e proteína para mantença e ganho de peso foram utilizadas 1.400 aves, sendo 700 frangas da linhagem do CNPSA e 700 da linhagem comercial Lohmann em um delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro tratamentos, duas linhagens e sete repetições de 25 aves, alojadas em boxes. Os tratamentos consistiram de quatro níveis de consumo, sendo T1 = consumo à vontade, T2 = 85% do consumo de T1, T3 = 70% do consumo de T1, e T4 = consumo suficiente para mantença. As exigências foram obtidas mediante análises de carcaça, pela técnica do abate comparativo inicial e final. As equações estimadas de exigência diária de energia metabolizável (EM, kcal/dia) e nitrogênio (N, g/dia) em função do peso metabólico (PM, kg0,75) e da deposição de energia (EC, kcal) ou nitrogênio (NC, g) na carcaça foram: EM = 142,0 PM + 2,114 EC e N = 0,580 PM + 1,798 NC para a linhagem do CNPSA e EM = 163,6 PM + 1,762 EC e N = 0,762 PM + 1,616 NC para a linhagem comercial Lohmann.


Palavras-chave


carcaça; mantença; ganho de peso

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461