Efeitos de doses de raios gama em ápices caulinares de bananeira (Musa sp.) desenvolvidos in vitro para indução de mutação

Edson Tobias Domingues, Augusto Tulmann Neto, Beatriz M. J. Mendes, Akihiko Ando

Resumo


Ápices caulinares de bananeira 'Maçã' foram tratados com raios gama (20, 40, 60, 80 e 100 Gy) e subcultivados in vitro por quatro ciclos vegetativos (geração M1V4), e concluiu-se, pelas variegações foliares observadas in vitro, que este é o número mínimo de gerações a ser utilizado antes da seleção de mutantes. Foram quantificadas, também, nesta geração, em casa de vegetação, as alterações fenotípicas (teor de antocianina, e alterações na forma, na variegação foliar e na arquitetura da planta), observando-se aumento das freqüências destes variantes com a elevação da dose. A dose de 40 Gy resultou em maior aumento da freqüência (13,49%) em comparação com o controle (0,85%), sendo a recomendada para trabalhos de indução de mutação com esta cultivar. Em casa de vegetação foram inoculadas, com suspensão de esporos de Fusarium oxysporum f. sp. cubense, agente causal do mal-do-panamá, 2.765 plantas jovens obtidas do controle e da geração M1V4. Não foram observadas plantas resistentes ao fungo, mas o sistema utilizado permitiu uma triagem rápida e eficiente das plantas suscetíveis.


Palavras-chave


explantes; cultivar de banana; cultura de ápices caulinares; brotações; irradiação sobre plantas

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461