Avaliações agronômicas de cultivares de capim-elefante em duas regiões fisiográficas do Estado de Minas Gerais

Milton de Andrade Botrel, Maurílio José Alvim

Resumo


Os experimentos foram conduzidos nas regiões Sul e Campos das Vertentes do estado de Minas Gerais, com o objetivo de avaliar o potencial forrageiro das cultivares de capim-elefante: Mineiro, Taiwan A-146, Cameroon e Kizozi. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados repetidos três vezes. Na região Sul de Minas, os resultados mostraram que as cultivares Taiwan A-146 e Mineiro apresentaram, no período da seca e das águas a maior taxa mensal de produção de forragem, enquanto que a cultivar Kizozi foi a menos produtiva. Na região de Campos das Vertentes, a cultivar Mineiro sobrepujou as demais quanto à produção de forragem, no período da seca. A menor relação «colmo : folha» foi obtida com a cultivar Cameroon. Não houve diferenças entre as cultivares quanto ao teor de proteína bruta. A cultivar Cameroon apresentou o menor número de perfilhos, enquanto que as demais cultivares não diferiram entre si.


Palavras-chave


<i>Pennisetum purpureum</i>; produção de forragem; proteína bruta

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461