Seleção de extratores químicos para avaliação da disponibilidade de zinco em solos do estado de São Paulo

Manoel Evaristo Ferreira, Mara Cristina Pessoa da Cruz

Resumo


Estudaram-se métodos para avaliação da disponibilidade de Zn empregando-se amostras da camada arável de solos pertencentes aos grandes grupos: Solos Podzolizados de Lins e Marília, var. Lins e var. Marília, Latossolo Vermelho-Escuro textura média, Latossolo Roxo e Terra Roxa Estruturada. O Zn foi extraído com: CaCl2 0,5 M, MgCl2 2,0 N, CH3 COONH4 1,0 N pH 4,8 e 6,0, HCl 0,05 N e 0,1 N, H2SO4 0,05 N, DTPA 0,005 M pH 7,3 e pH 6,0, Na2-EDTA 1,0%, EDTA 0,01 M + (NH4)2CO3 1,0 M pH 8,6 e EDTA 0,02 M + CH3COOH 0,5 M + CH3COONH4 0,5 M pH 4,65. No ensaio em casa de vegetação foi usado o milho. As soluções de agentes complexantes a as ácidas constituíram-se em extratores eficientes. As salinas apresentaram baixa capacidade de extração e conseqüentemente maior imprecisão. Considerando-se aspectos relacionados à simplicidade de manuseio e precisão, os extratores DTPA 0,005 M pH 7,3 e Na2-EDTA 1,0% podem ser indicados como mais apropriados (valores de C.V. iguais a 7,52% e 7,98% e de r, com Zn extraído pela planta a 0,873** e 0,868**).


Palavras-chave


fertilidade do solo; análise de solo

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461