Natureza de "pecky rice" no arroz parboilizado no Rio Grande do Sul

Zaida Ines Antoniolli, Miguel D. M Porto

Resumo


Foi realizado no Laboratório de Fitopatologia da Faculdade de Agronomia da UFRGS, em Porto Alegre, RS, no período de 1985 a 1987, um experimento objetivando elu­cidar a natureza do "pecky rice" no arroz parboilizado. Grãos da cultivar BR-IRGA 409 fo­ram esterilizados com brometo de metila e submetidos ou não à simulações de parboilização, com grãos inoculados por fungos (Aspergillus flavus, Curvularia lunata, Fusarium moniliforme e Helminthosporium oryzae) e com grãos não-inoculados. Nas amostras inoculadas com Curvularia lunata o maior número de grãos manchados foi detectado nas subamostras com grãos descascados, evidenciando que este fungo provoca mudanças de coloração bem mais acentuada no endosperma e embrião que nas glumas. Já para Helminthosporium oryzae o maior número de grãos manchados foi encontrado nas subamostras de grãos com casca e na de grãos parboilizados descascados, o que pode ser uma indicação de que o processo de par­boilização acentua a descoloração. O número total de grãos manchados decresceu na seguinte ordem: amostras com C. lunata, H. oryzae, F. moniliforme, A. flavus, e sem inoculação. O fungo C. lunata foi responsável pela produção de manchas em grãos parboilizados ou não.


Palavras-chave


<i>Aspergillus flavus</i>; <i>Curvularia lunata</i>; <i>Fusarium moniliforme</i>; <i>Helmin­thosporium oryzae</i>; grãos manchados

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461