Desenvolvimento de cultivares de arroz irrigado tolerantes a herbicida

Paulo Hideo Nakano Rangel, Francisco Pereira Moura Neto, Paulo Ricardo Reis Fagundes, Ariano Martins de Magalhães Junior, Orlando Peixoto de Morais, Andréa Branco Schmidt, João Antônio Mendonça, Carlos Martins Santiago, Priscila Nascimento Rangel, Veridiano dos Anjos Cutrim, Márcio Elias Ferreira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi desenvolver novas linhagens de arroz irrigado tolerantes ao herbicida imidazolinona. O método de retrocruzamento foi usado para transferir o alelo de tolerância à imidazolinona do mutante 93AS3510 para os genitores recorrentes 'BRS 7 Taim' e 'BRS Pelota'. Indivíduos tolerantes ao herbicida foram selecionados em cada geração, por três gerações de retrocruzamento (RC1 a RC3), seguidas por três gerações de autofecundação (RC3F1 a RC3F3). As quatro melhores linhagens RC3F3 quanto às características agronômicas foram genotipadas com 44 marcadores microssatélites. O índice de conversão observado nas novas linhagens tolerantes à imidazolinona variou de 91,86 a 97,67%. A análise de distância genética par-a-par, entre estas linhagens e 22 acessos do banco de germoplasma de arroz da Embrapa, agrupou-as com os seus respectivos genitores recorrentes, mas não com 'IRGA 417', que foi originalmente usada como genitor para derivar a IRGA 422 CL, única cultivar tolerante ao herbicida imidazolinona recomendada para cultivo no Brasil. Portanto, estas linhagens representam novas opções de acessos geneticamente diversos de arroz irrigado com tolerância ao herbicida imidazolinona. As linhagens CNA10756 ('BRS Sinuelo' CL) e CNA10757 serão lançadas para cultivo no sistema de produção "Clearfield" no Rio Grande do Sul, Brasil.


Palavras-chave


Oryza sativa; retrocruzamento; arroz Clearfield; microssatélites; arroz-vermelho

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461