Produção de palha e desempenho agronômico de soja consorciada com espécies forrageiras em sistema plantio direto

Carlos Augusto Oliveira de Andrade, Emerson Borghi, Leandro Bortolon, Elisandra Solange Oliveira Bortolon, Francelino Peteno de Camargo, Junior Cesar Avanzi, Jones Simon, Rubens Ribeiro da Silva, Rodrigo Ribeiro Fidelis

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de palha e o desempenho agronômico de soja consorciada com espécies forrageiras sobressemeadas, em sistema plantio direto. Utilizou-se um delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições, em um arranjo fatorial 5x2+2, conforme a seguir: cinco espécies forrageiras – Urochloa brizantha 'Marandu', Urochloa ruziziensis, Panicum maximum 'Mombaça', Panicum maximum 'Massai' e Pennisetum americanum – consorciadas com soja, em duas safras agrícolas (2013/2014 e 2014/2015), além de dois tratamentos-padrão, com P. americanum em sucessão à soja ou com cultivo tradicional de soja e pousio no inverno (soja solteira). Avaliaram-se os componentes de produção da soja e a produtividade de palha das forrageiras. Nenhum dos consórcios diminuiu a produtividade de grãos da soja, em comparação ao cultivo solteiro. As espécies sobressemeadas podem aumentar significativamente a produtividade da soja, como no caso do consórcio da soja com P. maximum 'Mombaça' comparado ao cultivo da soja solteira, com ou sem milheto em sucessão. Panicum maximum 'Mombaça' é a espécie forrageira mais eficiente quanto ao acúmulo de matéria seca, no período outono/primavera.


Palavras-chave


Glycine max; integração lavoura-pecuária; sobressemeadura; cobertura vegetal; cultivos de cobertura do solo

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461