Qualidade da carne e desempenho de suínos alimentados com dietas contendo farinha de silagem de pescado

Rayssa Santos Cândido, Pedro Henrique Watanabe, Paula Joyce Delmiro Oliveira, Alysson Lira Angelim, André de Freitas Siqueira, Julio Cesar Martins Ximene, Leonardo Ribeiro Oliveira Normando, Juliana Mendes Melo, Ednardo Rodrigues Freitas

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar a digestibilidade de nutrientes e a energia metabolizável (EM) da silagem de pescado, bem como avaliar o efeito da inclusão de farinha de silagem de pescado (FSP) nas dietas sobre o desempenho, as características de carcaça, a qualidade da carne, a análise sensorial da carne e da mortadela, e a viabilidade econômica de suínos em crescimento e terminação. No ensaio de digestibilidade, 16 suínos machos castrados (33,20±4,93 kg) receberam dietas com e sem FSP. A silagem de pescado apresentou 39,01% de proteína bruta e 4.032 kcal kg-1 de EM. No ensaio de desempenho, 32 suínos machos castrados (26,00±1,68 kg) foram alimentados com rações contendo diferentes níveis de inclusão de FSP (0, 25, 50 e 75%). A FSP, obtida a partir da mistura (1:1) da silagem de pescado com milho, apresentou efeito quadrático sobre o ganho diário de peso, e o melhor resultado foi obtido com a inclusão de 25,83%. Os resultados de conversão alimentar e da viabilidade econômica indicam que até 25% de FSP, que corresponde a 5,87% de silagem com base na matéria seca, pode ser utilizada nas fases de crescimento e terminação de suínos.


Palavras-chave


Sus domesticus; alimento alternativo; digestibilidade; viabilidade econômica; resíduo da pesca; análise sensorial

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461