Características agronômicas e suas correlações em híbridos de girassol adaptados à segunda safra

Flávio Carlos Dalchiavon, Claudio Guilherme Portela de Carvalho, Renato Fernando Amabile, Vicente de Paulo Campos Godinho, Nilza Patrícia Ramos, Jefferson Luís Anselmo

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar as características agronômicas de híbridos de girassol adaptados à segunda safra e determinar as correlações entre elas. Testaram-se 15 híbridos – dois alto oleicos e 13 não alto oleicos (híbridos tradicionais) –, além de um híbrido como testemunha. Um delineamento experimental de blocos ao acaso foi utilizado com quatro repetições, e as semeaduras foram feitas em 2013 e 2014. As características avaliadas foram as seguintes: dias para a maturação fisiológica, altura de planta, produtividade de grãos, teor de óleo e produtividade de óleo. As maiores produtividades de grãos ocorreram em híbridos que não são nem precoces nem de porte mais baixo. A correlação entre produtividade de grãos e produtividade de óleo foi positiva e significativa; no entanto, as correlações entre teor de óleo e essas duas características não foram significativas. Os híbridos de girassol 'Syn 045' e 'Syn 3950A' (alto oleico) se destacaram, na segunda safra, quanto à produtividade de grãos e de óleo. O híbrido 'CF 101' – ciclo precoce – apresenta boa produtividade de grãos e de óleo e, portanto, é a opção adequada para a semeadura tardia na segunda safra. Assim, estão disponíveis híbridos de girassol adaptados e com características adequadas ao cultivo de segunda safra e às demandas do mercado.


Palavras-chave


Helianthus annuus, oleaginosa, óleo, produtividade

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461