Escarificação do solo e sulcadores em semeadora para cultivo de milho em Planossolos

Robson Giacomeli, Enio Marchesan, Gerson Meneghetti Sarzi Sartori, Gabriel Donato, Paulo Regis Ferreira da Silva, Douglas Rodrigo Kaiser, Bruno Behenck Aramburu

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a escarificação mecanizada do solo e diferentes sulcadores, em semeadora, para cultivo de milho em Planossolos. Dois experimentos foram realizados em campo, em dois locais: Santa Maria e Formigueiro, RS. Um delineamento experimental de blocos ao acaso foi utilizado, com quatro repetições e tratamentos de escarificação do solo (ESC) e semeadura direta, com os seguintes sulcadores: haste sulcadora (HS), haste sulcadora e mecanismo de acomodação do sulco (HAS), disco duplo desencontrado (DD) e disco ondulado (DO). Em Santa Maria, foi adicionado o tratamento semeadura em camalhão com haste (CA). Os seguintes parâmetros foram avaliados: densidade, porosidade e macroporosidade do solo; resistência do solo à penetração mecânica (RP); distribuição do sistema radicular; e produtividade de grãos. Em Formigueiro, os tratamentos ESC, HS e HAS resultaram em menor densidade e maior macroporosidade do solo, nas camadas de 0,05–0,10 e 0,10–0,20 m. A RP foi menor no tratamento ESC e no sulco da HS até 0,15 m, onde as raízes se desenvolveram melhor. A produtividade de grãos de milho em Planossolos é maior quando a semeadura é realizada sobre camalhão, solo escarificado ou semeadura direta, com haste sulcadora na semeadora.


Palavras-chave


Zea mays; camada compactada; camalhão; haste sulcadora; rotação de culturas; semeadura direta

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461