Indicadores de qualidade de Latossolo relacionados à degradação de pastagens

Fabrício Marinho Lisbôa, guilherme kangussu donagemma, Diego Lang Burak, Renato Ribeiro Passos, Eduardo de Sá Mendonça

Resumo


O objetivo deste trabalho foi selecionar os indicadores de qualidade de solo mais relacionados à degradação de pastagens, e estabelecer os limites de diferentes níveis de degradação a partir desses indicadores. Cinco pastagens sobre Latossolo Vermelho-Amarelo foram selecionadas, em terço médio da encosta, com diferentes níveis visuais de degradação, tendo-se considerado as variáveis: perda de vigor, presença de espécies espontâneas, solo exposto e erosão. Avaliou-se a cobertura do solo, e coletaram-se amostras nas profundidades de 0,00–0,05, 0,05–0,10 e 0,10–0,20 m, para as análises físicas, químicas e de matéria orgânica. Diferentemente da classificação visual, a análise de grupamento das variáveis de cobertura indicou apenas dois níveis de degradação: de baixo a moderado e de alto a muito alto, com percentual de classificações corretas acima de 87% na análise discriminante, em que o solo exposto foi a variável mais assertiva para discriminar os níveis de degradação. A matéria orgânica leve e o componente Ca+Mg foram os indicadores de qualidade mais relacionados aos índices de degradação de pastagens à profundidade de 0,00–0,05 m; enquanto o teor de potássio foi o indicador mais relacionado aos índices às profundidades de 0,05–0,10 e 0,10–0,20 m.


Palavras-chave


Urochloa, cobertura de solo, degradação do solo, matéria orgânica leve

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461