Fluxos de óxido nitroso em sistema de integração lavoura-pecuária-floresta

Anna Karolyne da Silva Nogueira, Renato de Aragão Ribeiro Rodrigues, Jacqueline Jesus Nogueira da Silva, Andressa Alves Botin, Júlia Graziela da Silveira, Mircéia Angele Mombach, Natassia Magalhães Armacolo, Sara de Oliveira Romeiro

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de mitigação de óxido nitroso (N2O) em sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), em comparação ao monocultivo, e identificar os principais fatores que regulam as emissões deste gás. O experimento foi realizado em Sinop, MT, entre as safras 2012/2013 e 2013/2014, e avaliou os seguintes tratamentos: floresta, lavoura e pastagem, além do ILPF. Durante a realização do experimento, não houve presença de bovinos nas áreas com pastagem. Amostras de óxido nitroso foram coletadas semanalmente, com uso de câmaras estáticas, modelo topo-base. As concentrações do gás foram determinadas por meio de cromatografia gasosa. A precipitação pluvial e a disponibilidade de N foram os principais fatores reguladores das emissões de N2O. O sistema de ILPF apresenta potencial promissor para mitigar as emissões de N2O, com emissão acumulada de 0,367 kg ha-1 de N, em comparação a de 1,401 kg ha-1 emitidas pela lavoura; de 0,298 kg ha-1, pela pastagem; e de 0,165 kg ha-1, pela floresta.


Palavras-chave


gases de efeito estufa, mudança do clima, sistemas integrados de produção

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461