Validação e correção de fenótipos na seleção genômica ampla

Ísis Fernanda de Almeida, Cosme Damião Cruz, Marcos Deon Vilela de Resende

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da distribuição dos efeitos de QTL, do tipo de população de validação e da correção dos fenótipos sobre a acurácia da seleção genômica ampla. Duas populações de irmãos completos, com 500 indivíduos, foram simuladas, tendo-se considerado, genotipicamente, 1.000 locos marcadores – 100 ligados a QTL. Os efeitos de QTL apresentaram distribuição uniforme ou exponencial. Na validação 1, uma amostra com 100 indivíduos constituiu a população de validação; na validação 2, aplicou-se a validação cruzada, com amostra de 100 indivíduos em cinco repetições; e na 3, uma segunda geração constituiu a população de validação. As metodologias de análise utilizadas foram RR-Blup e Blasso, com modelos mistos para correção dos fenótipos. Sem correção fenotípica, a distribuição exponencial proporcionou maiores acurácias, e o método Blasso foi mais acurado com essa distribuição; enquanto o RR-Blup foi mais acurado com a distribuição uniforme. Nesse cenário sem correção, as validações 1 e 3 foram mais acuradas. Com correção, as distribuições exponencial e uniforme produziram acurácias similares, e o método Blasso mostrou-se mais acurado para ambas. Nesse cenário, as validações 1 e 2 foram mais acuradas. No geral, o método RR-Blup foi mais acurado, e o Blasso menos viciado.

Palavras-chave


acurácia; Blasso; genotipagem em larga escala; marcadores moleculares; RR-Blup

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461