Polimorfismos em genes‑candidatos e suas associações com características de carcaça e qualidade da carne em bovinos Nelore

Bárbara Oliveira Borges, Rogério Abdallah Curi, Fernando Baldi, Fabieli Loise Braga Feitosa, Willian Bruno Fernandes de Andrade, Lucia Galvão de Albuquerque, Henrique Nunes de Oliveira, Luis Artur Loyola Chardulo

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estimar as frequências de polimorfismos alélicos em genes de bovinos Nelore e associá‑los às características de carcaça e qualidade da carne. Seiscentos machos foram genotipados quanto aos seguintes polimorfismos: DGAT1 (VNTR com 18 nucleotídeos na região promotora); ANK1, novo polimorfismo, identificado no presente estudo e mapeado na região gênica regulatória NW_001494427.3; TCAP (AY428575.1:g.346G>A); e MYOG (NW_001501985:g.511G>C). No estudo de associação, foram utilizados os dados fenotípicos de massa da carcaça quente, área de olho do lombo, espessura de gordura subcutânea, percentagem de gordura intramuscular, força de cisalhamento, índice de fragmentação miofibrilar, coloração da carne (L*, a*, b*) e perdas por cocção. O alelo B do gene ANK1 foi associado ao aumento da coloração vermelha (a*) da carne. No gene DGAT1, os alelos 5R, 6R e 7R foram associados ao aumento de gordura intramuscular, à redução das perdas por cocção e ao aumento da área de olho de lombo, respectivamente. O SNP (polimorfismo de nucleotídeo único) do gene TCAP não apresentou polimorfismo, e os alelos do gene MYOG não foram associados a nenhuma das características avaliadas. Os resultados indicam que os genes ANK1 e DGAT1 podem ser utilizados na seleção de animais Nelore quanto à qualidade de carne e carcaça.

Palavras-chave


Bos indicus; anquirina; seleção assistida; bovino de corte; miogenina; titina

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461