Nutrição mineral de bovinos de corte no Pantanal Mato-grossense. IV. Levantamento de micronutrientes no baixo Piquiri

Edison S. Pott, Paulo A. R. de Brum, Arnildo Pott, Irajá L. de Almeida, José A. Comastri Filho, Rymer R. Tullio

Resumo


Foram analisados Cu, Fe, Mn e Zn em amostras de solo, plantas forrageiras e fígado de vacas neloradas em lactação da zona do baixo Piquiri, no Pantanal Mato-grossense. Solos e forrageiras foram coletados em campo cerrado, campo limpo e cerrado/mata, em agosto e novembro/81, e fígado, nestas épocas e em março e maio/82. Os teores médios de Cu, Pc, Mn e Zn no solo foram: 2 ppm, 496 ppm, 33 ppm e 3 ppm, respectivamente; e nas forrageiras, 5,9 ppm, 130 ppm, 224 ppm e 14 ppm, respectivamente. Os teores hepáticos de Fe variaram de 516 ppm em agosto de 733 ppm em maio; de Cu, de 129 ppm em novembro a 278 ppm em fevereiro; de Mn, de 29 ppm em novembro a 43 ppm em maio; e de Zn, de 75 ppm em agosto a 153 ppm em novembro. Em agosto, 65% das amostras de fígado apresentaram menos de 80 ppm de Zn e em novembro 37%, menos de 100 ppm de Cu. Os resultados sugerem a possibilidade de ocorrência de deficiência de deficiências de Zn, sobretudo no período seco, e de Cu, especialmente no inicio do período chuvoso.


Palavras-chave


deficiências minerais; diagnóstico; pastagens nativas; cobre; ferro; manganês; zinco.

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461