Retenção de placenta em vacas Canchim

Antônio Pereira de Novaes, Maurício Mello de Alencar, Nacir Edson Paranhos, Francisco José de Ruzza

Resumo


Ocorrência de retenção de placenta foi estudada em 1.313 partos de vacas Canchim, ocorridos durante os períodos de 1976 a 1978 e 1981 a 1983. A incidência de retenção de placenta foi de 9,5%, existindo grande variação em razão do ano do parto. A época do parto apresentou efeito significativo (P < 0,01) sobre a característica estudada, sendo que as vacas paridas na época da seca (maio a outubro) apresentaram 11,6% de retenção, comparados à taxa de 2,6% apresentada pelas vacas paridas na época das águas (novembro a abril). O sexo e o peso do bezerro ao nascimento não apresentaram efeito significativo sobre a ocorrência da anomalia. Houve tendências de aumento da taxa de retenção de placenta com o aumento da ordem do parto. A herdabilidade estimada para a característica foi muito baixa. O tratamento da retenção de placenta com ocitócico de ação prolongada (metilergonovina) apresentou resultados semelhantes àqueles tratados com ocitócico de curta duração (ocitocina).

Palavras-chave


gado de corte; época do parto; herdabilidade; tratamento.

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461