Resposta do trigo a nitrogênio e enxofre aplicados ao solo

Nand Kumar Fageria, Hargayan Singh

Resumo


Foi conduzido, em casa de vegetação, um experimento com solo limo-argiloso alcalino da Fazenda Agronomia, da Universidade de Udalpur, Rajasthan (India), para determinar os efeitos de vários níveis de nitrogênio e enxofre na produção e componentes de produtividade, e composição química das plantas de duas variedades em diferentes estádios de crescimento. Cem kg/ha de nitrogênio e 150 a 225 kg/ha de enxofre foram as doses ótimas para estas condições. A variedade V1 (HF 2009 - Triticum aestivum) foi considerada superior a V2 (HG 4519 - Triticum durum) em todas as características estudadas, como, por exemplo, composição química das plantas, exceto peso de 1000 sementes. Nitrogênio e enxofre acumulados em toda planta aumentaram quase linearmente até a maturação. Portanto, seria importante que o programa de fertilização tivesse um adequado suplemento de nitrogênio e enxofre em todo o ciclo de crescimento do trigo. A aplicação de nitrogênio aumentou o fósforo, cálcio e enxofre na planta. A aplicaçâo de enxofre não afetou a concentração de cálcio e fósforo na planta, mas o nitrogênio da planta foi aumentado na medida em que aumentava a aplicação de enxofre. Para a planta ter um crescimento satisfatório, o solo estudado deve ser capaz de fornecer 1,5 a 4 mg de nitrogênio/planta por semana entre 55 a 135 dias de idade. Para o enxofre, a planta precisa de 1,3 a 3,5 mg/planta por semana para a mesma idade.


Palavras-chave


deficiência enxofre; taxa de absorção de nutrientes; composição química da planta; área efetiva de raiz

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461