Efeito do conjunto de técnicas aplicadas ao sistema de produção do arroz de sequeiro

Alberto Baêta dos Santos, Luis Fernando Stone, Nand Kumar Fageria, Anne Sitarama Prabhu, Marcos Ga Ching Mah, Antonio Renes Lins de Aquino, Goes Matsutaro Ajimura, Morel Pereira Barbosa Filho, Francisco José Pfeilsticker Zimmermann, José Ruy Porto de Carvalho, Aldo Bezerra de Oliveira, Austrelino Silveira Filho

Resumo


Seis experimentos foram conduzidos no Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão (CNPAF), em Goiânia, com o objetivo de estudar o efeito combinado de diferentes práticas recomendadas pela pesquisa, em comparação com as utilizadas pelo agricultor. Os tratamentos incluíram medidas recomendadas para resolver alguns dos principais problemas que limitam a produção de arroz. O uso da irrigação suplementar propiciou produções mais elevadas; entretanto, a adoção dessa prática requer mais estudos de ordem econômica. A adubação, baseada na análise do solo, apresentou maiores produções, em comparação com a feita empiricamente pelo agricultor, mesmo quando ocorreu deficiência hídrica. A prática de capina sempre se mostrou superior ao emprego do herbicida butacloro. O tratamento das sementes não contribuiu de modo efetivo para aumentar as produções, o que deveria ter ocorrido em virtude da redução da incidência das pragas e doenças. Em geral, não houve resposta na produção de grãos para os inseticidas e fungicidas empregados. A cultivar IAC 47 mostrou ser mais adequada às condições de sequeiro do que as modernas, de porte baixo e altamente perfilhadoras. As respostas ao emprego de novas técnicas somente foram obtidas quando aliadas a uma boa distribuição pluviométrica.


Palavras-chave


irrigação suplementar; adubação; capina; herbicida; controle de pragas; controle de doenças; tratamento de semente; cultivar

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461