Interrelações entre minerais no solo, plantas forrageiras e tecido animal no norte de Mato Grosso 4. Zinco, magnésio, sódio e potássio

J.C. de Sousa, J.H. Conrad, G.O. Mott, L.R. Mcdowell, C.B. Ammerman, W.G. Blue

Resumo


Levantamento das deficiências minerais de seis fazendas localizadas ao norte do Estado de Mato Grosso, tendo sido amostrados os solos, plantas forrageiras e tecido animal, nas estações seca e chuvosa. Foram constatadas deficiências de Zn no solo em três das seis fazendas estudadas. Cinco das seis fazendas apresentaram deficiência de zinco nas forrageiras. Os níveis de Zn no fígado dos animais foram deficientes em todas as seis fazendas, mas sendo muito mais deficientes ainda no período chuvoso (68 ppm) do que no período seco, (113 ppm). Os níveis de Mg nos solos foram mais baixos em apenas uma fazenda. Nas forrageiras e no tecido dos animais amostrados, os níveis de Mg foram normais. Os níveis de Na nos solos foram considerados normais, e a salinidade nas regiões estudadas foi considerada insignificante. Em todas as fazendas, as forrageiras mostraram-se altamente deficientes em Na, satisfazendo apenas entre 14 a 30% das exigências nutricionais dos bovinos. Os níveis de K nos solos mostraram-se deficientes em duas das seis fazendas estudadas. As forrageiras apresentaram níveis médios adequados às exigências nutricionais dos bovinos em todas as fazendas.


Palavras-chave


deficiências minerais; bovino de corte; Mato Grosso; Brasil

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461