Efeito de substratos orgânicos na germinação e crescimento do tubo germinativo de esporos de fungos micorrízicos vesicular-arbusculares in vitro

José Oswaldo Siqueira, David H. Hubbell

Resumo


Os fungos formadores das micorrizas vesicular-arbusculares (MVA) são essencialmente biotróficos e ainda não foram cultivados na ausência de raízes vivas. Cultura pura destes fungos constitui um pré-requisito crítico para estudos visando à utilização em larga escala destes organismos. É apresentado o efeito de fatores nutricionais na germinação, e crescimento do tubo germinativo, in vitro, de esporos desinfestados superficialmente. Vários substratos orgânicos foram testados, e a maioria deles não teve efeito ou inibiu a germinação dos esporos. Entretanto, ácido D-galacturônico (1 g 1-1) aumentou a germinação de esporos de Gigaspora margarita, ao passo que sucrose (4g 1-1) e extrato de solo-ágar a 1% aumentaram o crescimento do tubo germinativo. Fracionamento molecular do extrato de solo mostrou que o fator determinante da resposta está concentrado na sua fração protéica. Este efeito benéfico, associado à fração protéica do extrato de solo, possivelmente está relacionado com a limitada capacidade saprofítica destes fungos no solo.


Palavras-chave


micorrizas; germinação de esporos; cultura axênica

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461