Determinação da época de diferimento e da frequência de cortes para a produção de sementes da cultivar Jacuí S2 de trevo-branco.

José Luiz Rocha Andrade, Carlos Nabinger, Nilton R. Paim

Resumo


Um experimento, visando determinar a influência de diferimentos e frequências de cortes para a produçao de forragem, sobre os componentes de produção de sementes da cv. Jacuf S2 de trevo-branco (Trifolium repens L.), foi conduzido em área de segundo ano após o estabelecimento, na Estação Experimenta! Agronômica da UFRGS, em Guaíba, RS, de 05.05.87 a 19.01.88. As frequências de corte foram quatro e oito semanas e cinco épocas de diferimento (finais de agosto, de setembro e de outubro; meados de novembro e meados de dezembro). O diferimento de meados de dezembro (15.12), independentemente das frequências de corte, proporcionou menor número de inflorescências/área, menor rendimento de sementes/ inflorescência, menor peso de 100 sementes, menor número de sementes/inflorescêneia, menor densidade e comprimento de estolhos, e menor produção de sementes puras/área. O mais longo intervalo entre cortes proporcionou maior rendimento de forragem e maior número de flores/inflorescêneia. Os diferimentos de início até meados da primavera proporcionaram as maiores produções de sementes.


Palavras-chave


Trifolium repens; forragem; matéria seca; inflorescências; estolhos

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461