Estimativas de repetibilidade na seleção de árvores adultas de seringueira

Paulo de Souza Gonçalves, Mario Cardoso, Luis Alberto Sáes

Resumo


O presente estudo foi conduzido com o objetivo de determinar o número de anos de sangria necessários para a seleção de genótipos superiores em populações adultas de pés francos de seringueira (Hevea spp.). Foram estimados os coeficientes de repetibilidade (p), considerando o método de análise de variância para médias anuais de dois, três, quatro, cinco e seis anos. A repetibilidade média obtida foi de = 0,815, e a mais elevada foi de p= 0,983 para cinco anos de sangria. Tais resultados mostram que a variância genética entre plantas foi relativamente alta em comparação com a variância ambiental. Os maiores progressos esperados na seleção foram obtidos com dois, cinco e seis anos de sangria, com percentuais de 31,03, 33,24 e 3 1,93% respectivamente. Com base nos resultados, conclui-se que as estimativas do coeficiente de repetibildade e o alto percentual de ganho genético para dois anos de sangria, embora ligeiramente inferiores aos coeficientes e ganhos de cinco e seis anos, indicam que uma seleção massal conduzida nesta fase proporciona, efetivamente, maior progresso na seleção


Palavras-chave


Hevea variância genética; variância ambiental; ganho genético

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461