Cultivares de milho e de feijão em monocultivo e consorciado. I Ensaios de rendimentos.

Hélio Wilson Lemos de Carvalho

Resumo


Foram avaliadas três cultivares de milho (Zea mays L.), de diferentes portes e ciclos, e seis de feijão (Phaseolus vulgaris L.), em monocultivo e consorciado, no município de Poço Verde, na zona semi-árida de Sergipe, visando conhecer o comportamento dessas cultivares nestes sistemas de cultivo. Nos monocultivos usou-se o delineamento em blocos ao acaso, com oito repetições para o milho e seis repetições para o feijão. No consorciado, combinararn- se as cultivares de milho e feijão, em esquema fatorial 3 x 6, distribuídos em blocos ao acaso, com três repetições. Os coeficientes de correlação entre os sistemas em monocultivo e consorciado, foram bastante altos (r = 0,9 e r = 0,9, respectivamente), evidenciando uma perfeita concordância dessas cultivares nos sistemas. Independentemente das cultivares de feijão e milho utilizadas, detectaram-se reduções nas produções de grãos de 52% e 29% no sistema consorciado em relação ao monocultivo, para milho e feijão, respectivamente. As cultivares de feijão interferiram diferentemente na produção das cultivares de milho, e estas mostraram, entre si, o mesmo comportamento sobre as cultivares de feijão


Palavras-chave


interação cultivar x sistemas de cultivo; Phaseolus vulgaris; Zea mays.

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461