Sistema fechado de cultivo sem solo para produção de mudas de raízes nuas e de pontas de estolões de morangueiro

Gustavo Giménez, Jerônimo Luiz Andriolo, Djeimi Janish, Rodrigo Godoi

Resumo


O objetivo deste trabalho foi testar um sistema fechado de cultivo sem solo, para a produção de mudas e pontas de estolões de dois clones de morangueiro, com uso de duas categorias de substrato. O sistema foi constituído por um leito de cultivo formado por telhas de fibrocimento, com uma camada de substrato como leito de cultivo. A solução nutritiva foi bombeada de um reservatório até a extremidade mais alta da telha e drenada de volta ao reservatório. Foram determinados o crescimento e o desenvolvimento de dois clones avançados de morangueiro, plantados na areia e no substrato orgânico Plantmax. O crescimento das plantas matrizes foi similar nos dois substratos. O número e a massa de matéria seca das mudas de raízes nuas foram semelhantes nos dois substratos, mas diferiram nos diâmetros de coroa. Quanto ao número de pontas de estolões, não foram observadas diferenças significativas nas categorias pequena e média e no total, em ambos os substratos. Foram obtidas produções médias de 590 pontas de estolão por metro quadrado e 145 mudas de raízes nuas por metro quadrado. A produção de um alto número de mudas com raízes nuas e de pontas de estolão de morangueiro, com tamanho e peso adequados, pode ser realizada no sistema fechado sem solo, com uso de substratos inertes ou orgânicos.

Palavras-chave


<i>Fragaria ananassa</i>; crescimento e desenvolvimento; substrato inerte; viveiro; substrato orgânico; propagação de plantas

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461