Mancha foliar em capim-elefante no Cerrado do Brasil Central causada por Bipolaris maydis

Maria José d'Ávila Charchar, José Ribamar Nazareno dos Anjos, Marilia Santos Silva, Wanessa Alline de Mello Silva

Resumo


Bipolaris maydis (Y. Nisik. & C. Miyake) Shoemaker foi consistentemente isolado de plantas de Pennisetum purpureum Schum., com sintomas de manchas foliares, no Cerrado, em 2005 e 2006. Testes de patogenicidade em mudas sadias de capim-elefante, em casa de vegetação, e o subseqüente reisolamento do fungo confirmaram que B. maydis era o agente causal das lesões foliares observadas. Os primeiros sintomas apareceram dois dias após a inoculação. Onze outras espécies de gramíneas foram suscetíveis ao fungo.

Palavras-chave


<i>Cochliobolus heterostrophus; Pennisetum purpureum</i>; mancha foliar; planta forrageira

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461