Variabilidade no teor de ricina em sementes maduras de mamona

Aisy Botega Baldoni, Mayara Holanda de Carvalho, Natália Lima Sousa, Márcia Barreto de Medeiros Nóbrega, Máira Milani, Francisco José Lima Aragão

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a concentração de ricina em sementes de mamona (Ricinus communis L.) de 20 acessos do Banco de Germoplasma de Mamoneira da Embrapa Algodão, por meio de ensaio imunoabsorvente de ligação de enzimas. Foram observadas diferenças significativas entre os acessos. O BRA 3271 apresentou a maior concentração de ricina nas sementes (32,18 ng mg-1), e o BRS Paraguaçu a menor (3,53 ng mg-1). Há possibilidade de seleção de genótipos com diferentes concentrações de ricina, que poderão ser utilizados dependendo do interesse dos programas de melhoramento.

Palavras-chave


Ricinus communis; endosperma; banco de germoplasma; proteína da semente

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461