Estudo de marcadores microssatélites em seqüências expressas de café associadas à resistência ao bicho-mineiro

Fernanda de Oliveira Pinto, Mirian Perez Maluf, Oliveiro Guerreiro Filho

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar marcadores do tipo microssatélite (SSR) associados à resistência ao bicho-mineiro. A identificação dos marcadores foi feita por meio de buscas dirigidas no banco de seqüências expressas (EST) de café. Foram selecionadas 32 sequências microssatélites expressas em folhas e relacionadas a mecanismos de defesa. Os locos SSR avaliados apresentaram, em sua maioria, repetições mais complexas, com: 65% das repetições de tetranucleotídeos, 21% de trinucleotídeos e 14% de dinucleotídeos. Os locos avaliados estão freqüentemente localizados na região 5'-UTR do gene e envolvidos com mecanismos de defesa. Polimorfismos foram avaliados em progênies avançadas de cruzamentos entre Coffea racemosa x Coffea arabica, segregantes para resistência ao bicho-mineiro. Destes 32 oligonucleotídeos, 29 amplificaram os locos SSR esperados, e o número médio de alelos por loco foi de 2,1. Não foram identificados alelos polimórficos associados à resistência ao bicho-mineiro. Esses resultados sugerem que a seleção assistida por marcadores, em café, deve ser realizada em cruzamentos iniciais, nos quais a variabilidade genética é maior.

Palavras-chave


Leucoptera coffeella; microssatélites; marcadores moleculares

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461