Capim-tanzânia submetido a combinações entre intensidade e freqüência de pastejo

Rodrigo Amorim Barbosa, Domicio do Nascimento Júnior, Valéria Pacheco Batista Euclides, Sila Carneiro da Silva, Ademir Hugo Zimmer, Roberto Augusto de Almeida Torres Júnior

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar as características estruturais e a produção de forragem do capim-tanzânia (Panicum maximum Jacq. cv. Tanzânia) sob condições de pastejo rotativo, em um Latossolo Vermelho distrófico, num experimento realizado em Campo Grande, MS. Os tratamentos corresponderam a combinações entre três condições de pré e duas condições de pós-pastejo, e foram alocados às unidades experimentais segundo um delineamento de blocos completos casualizados, com três repetições e arranjo fatorial 3x2. As condições de pré-pastejo de 90, 95 e 100% de interceptação de luz (IL) foram atingidas consistentemente com alturas de dossel em torno de 60, 70 e 85 cm, respectivamente. Pastejos iniciados com 90% de IL resultaram em maior número de ciclos de pastejo em relação aos iniciados com 95 e 100% de IL. O acúmulo de forragem foi maior em pastejos realizados com 95% do que com 90 ou 100% de IL, mas não houve diferença entre os tratamentos de 90 e 95% de IL para acúmulo de folhas. O acúmulo de colmos aumentou após os 95% de IL, indicando a importância da freqüência de pastejo como maneira de controlar a estrutura e a composição do dossel.

Palavras-chave


Panicum maximum; altura do dossel; interceptação de luz; acúmulo de forragem; manejo do pastejo

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461