Análise citogenética e molecular do bovino Pantaneiro

Érica Cunha Issa, Wilham Jorge, José Robson Bezerra Sereno

Resumo


O objetivo deste trablaho foi caracterizar geneticamente o bovino Pantaneiro por meio de sua ancestralidade paterna, pela morfologia de seu cromossomo Y, submetacêntrico ou acrocêntrico, e identificar a ancestralidade materna pelo DNA mitocondrial. O cariótipo e o DNA mitocondrial de 12 touros da raça Pantaneira foram cariotipados e analisados. O cromossomo Y foi analisado por meio das metáfases de linfócitos e o DNA mitocondrial pelo diagnóstico de seu tipo de haplótipo (Bos taurus ou Bos indicus). Entre os Pantaneiros analisados, três apresentaram Y de taurino (submetacêntrico) e nove de zebuíno (acrocêntrico), o que sugere contaminação racial por zebuínos, visto que o Pantaneiro é considerado de origem Européia. O DNA mitocondrial foi exclusivamente de taurinos, o que indica que a participação de zebuínos na formação da raça foi inteiramente de origem paterna.

Palavras-chave


Bos taurus taurus; Bos taurus indicus; cromossomo Y; DNA mitocondrial

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461