Exasticolus fuscicornis em lagartas de Spodoptera frugiperda

Maria de Lourdes Corrêa Figueiredo, Angélica Maria Penteado Martins-Dias, Ivan Cruz

Resumo


O objetivo deste trabalho foi monitorar a presença de pragas e seus inimigos naturais em diferentes regiões produtoras de milho. Foram coletadas 7.415 lagartas em plantas de milho, em municípios dos estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás. Foi observada associação do parasitóide Exasticolus fuscicornis Cameron (Hymenoptera: Braconidae) com o hospedeiro, lagarta de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae), em 1,54% das lagartas coletadas. O ciclo de vida do parasitóide foi de 23,31 dias. A longevidade de machos e fêmeas foi de 15 e 16,5 dias, respectivamente. A razão sexual foi de 0,36.

Palavras-chave


controle biológico; parasitóides; lagarta-do-cartucho; milho; Braconidae

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461