Laranjas-doce sobre diferentes porta-enxertos adubadas com nitrogênio, fósforo e potássio

José Antônio Quaggio, Dirceu Mattos Junior, Heitor Cantarella, Eduardo Sanches Stuchi, Otávio Ricardo Sempionato

Resumo


A maioria dos citros produzidos no Brasil são enxertados em limão 'Cravo' (Citrus limonia Osb.). Apesar das boas características agronômicas desse porta-enxerto, a procura por variedades tolerantes a doenças, para aumentar a produtividade e longevidade dos pomares cítricos, tem aumentado. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de produção de frutos de laranjas-doce sobre diferentes porta-enxertos e adubadas com N, P e potássio. O crescimento das árvores foi afetado pelas variedades de porta-enxertos estudadas; plantas sobre citrumelo 'Swingle' [Poncirus trifoliata (L.) Raf. × C. paradisi Macf.] apresentaram o menor volume de copa (13,3 m3 no quinto ano após plantio) quando comparadas àquelas em limão 'Cravo' e tangerina 'Cleópatra' [C. reshni (Hayata) hort. ex Tanaka] no mesmo pomar. Embora tenha sido observada uma relação positiva entre volume de copa e produção de frutos (R2 = 0,95**), a eficiência de produção de frutos (kg m-3) foi afetada pelos porta-enxertos, o que demonstrou a superioridade do limão 'Cravo' em relação à 'Cleópatra'. O crescimento de árvores em formação, com menos que cinco anos de idade, pode apresentar resposta à adubação com K em doses superiores às recomendadas atualmente no Brasil, em solos com baixa reserva de K trocável e condições para perdas deste nutriente por lixiviação.

Palavras-chave


citro; crescimento; produtividade; cobertura de copas

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461