Dispersão de pólen em soja transgênica na região do Cerrado

Sérgio Abud, Plinio Itamar Mello de Souza, Claudete Teixeira Moreira, Solange Rocha Monteiro Andrade, Adolfo Vitório Ulbrich, Giovanni Rodrigues Vianna, Elibio Leopoldo Rech, Francisco José Lima Aragão

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a dispersão de pólen transgênico em soja. Plantas transgênicas de soja contendo os genes ahas, para tolerância ao herbicida imazapyr, e uidA (GUS), foram cultivadas com plantas não-transgênicas. A dispersão do pólen transgênico foi avaliada pela presença de ambos os genes dominantes na progênie de plantas não-transgênicas. A maior freqüência de disseminação de pólen transgênico foi observada na primeira linha, distante 0,5 m da parcela central (0,44% a 0,45%). Esta freqüência foi reduzida drasticamente na linha 2 (0,04% a 0,14%), atingindo 0 na linha 13, a 6,5 m da parcela central.

Palavras-chave


Glycine max; planta transgênica; polinização; fluxo gênico

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461