Potencial discriminatório de três testadores em "topcrosses" de milho

Iran de Azevedo Duarte, Josué Maldonado Ferreira, Cláudio Natalino Nuss

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar o potencial de três testadores endogâmicos elites a fim de avaliar e classificar 15 materiais genéticos para a síntese de híbridos. Quarenta e cinco híbridos mais quatro testemunhas foram avaliados em cinco ambientes, no ano agrícola 2000/2001, utilizando delineamento em blocos ao acaso, com três repetições. Foram avaliados os caracteres peso de grãos corrigido, altura de planta e altura de espiga. As estimativas de capacidade geral e específica de combinação foram obtidas pelo modelo de Griffing, adaptado por Vencovsky e Barriga, para análise em delineamento genético fatorial. O rendimento médio obtido entre os cinco ambientes variou de 8,97 t ha-1 a 12,21 t ha-1. Vinte e sete tratamentos superaram a média geral absoluta da melhor testemunha. A análise de variância conjunta revelou efeitos significativos de ambientes, capacidade geral de combinação dos parentais e testadores, capacidade específica de combinação e das interações ambiente x capacidade geral de combinação dos parentais e testadores. Os testadores promoveram uma classificação diferenciada para a base genética avaliada, com destaque para os cruzamentos entre parentais HS1, HS2, HS5 e HT4 com o testador LF e parentais L10 e HS5 com o testador L05.

Palavras-chave


Zea mays; progênie; híbrido; capacidade combinatória; germoplasma

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461