Abundância e diversidade de ácaros de habitats fragmentados em uma reserva de biosfera no Sul da Nigéria

Mosadoluwa Adetola Badejo, Buny Amin Ola Adams

Resumo


Foram coletadas amostras de solo até a profundidade de 7,5 cm em uma reserva estritamente natural (SRN), em uma zona na vizinhança da SRN, e em plantações de mandioca, Gmelina, teca e pinheiros. O objetivo foi verificar se o estabelecimento de plantação e cultivo intensivo afetam a densidade e a diversidade de ácaros do solo. Ao todo, 41 grupos taxonômicos de ácaros foram identificados. A SNR, a zona vizinha da SNR e a plantação de Gmelina apresentavam maior densidade e diversidade de ácaros do que as plantações de mandioca, tecas e pinheiros. Cada plantação tinha sua própria estrutura de comunidade, diferente da estrutura existente na SNR. A SNR e a Gmelina eram dominadas por ácaros criptostigmatidas detritívoros, diferentemente das plantações de tecas e pinheiros, que eram dominadas por predadores mesostigmatidas e prostigmatidas, respectivamente. As baixas densidades de criptostigmatidas nas plantações de mandioca eram vistas como conseqüência da baixa fertilidade do solo, demonstrada pelos dados do pH baixo e pelos dados da matéria orgânica.


Palavras-chave


mandioca; Gmelina; plantações; fauna do solo; agricultura intensiva

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461